Friday, March 19, 2010

MUITAS COISAS PARTIDAS - VI

VI


Tarde de mais para que o que digo se não escreva sozinho
sempre na orla do mar brisando
frios invernos salgados.
Chego sempre tão tarde aos correios e à mercearia.
Mulheres velhas, essas que cortam lírios,
vieram ao vinho,
pedem esmola na escadaria,
três ou quatro que olham para isto e não escrevem.

No comments: