Thursday, June 08, 2006

Fadinho do 31

1
Uma flor é uma flor:
não é capaz de fingir.

2
Estamos presos na árvore:
a grade é a gravidade.

3
As mulheres mostram as mamas:
a praia povoa-se de bebés serôdios.

4
Dizemos "lótus":
preferimos lotaria.

5
O leite dele fez-se sangue:
chamo-lhe Pai.

6
Sol branco nas cortinas encarnadas:
rosa vertical.

7
A Mãe envelhece:
nunca mais hei-de morar.

8
Olhas os sucessivos gatos:
percebes o que significa "dinastia".

9
Uma nobreza pobre:
a mão no pão.

10
Eu andei no vinho:
Cristo, nas águas.

11
Ligo a luz cabeceira:
sombra tua deitada.

12
Tenho telefonado pouco:
evito palavras no escuro.

13
Pedra de ouro:
laranja de arremesso.

14
Em Paris serias feliz:
mas não sabes francês.

15
Os pés ao lume de Eça de Queiroz:
o olhar dele nos pés.

16
Noruega e Japão matam baleias:
mas têm Segurança Social.

17
O Imperador masturba-se:
a plebe dribla o jacto.

18
Esperança e Economia:
enganosa letra E.

19
Ainda amas o gajo:
e ele nas putas.

20
Esvaziei o coração:
atira-me uma laranja.

21
O pénis habita a alma:
nunca paga a renda.

22
Jornal de Notícias, 8 de Junho:
não li.

23
Urina é mijo:
não há que enganar.

24
A palavra ao poder:
vota, mudo.

25
Boa-nova:
Susana-22anos.

26
Rugas na terra:
pescoço do lavrador.

27
Junco, Junho:
água, sol.

28
Unha encravada:
também o corpo é estúpido.

29
Vigo, Maio de 1990:
casaco verde, alma idem.

30
Preservativo embainhado:
morrer na praia.

31
Faço sombra:
pagam-me em lâmpadas.



Caramulo, manhã de 8 de Junho de 2006

1 comment:

Raul in deep - o meu pseupórnimo said...

Que te diga? És o maior e eu não leio poucas coisas, juro. Até tenho às vezes ideia de que leio coisas a mais, como uma vez comprovaste. Mas tu. Tu és o maior. e pronto. e mais nada. e sei dizer-te direitinho porquê. Até seria capaz de escrever coisas com notas de rodapé e bibliografias com normas MLA sobre ti. 70 páginas disto. A palavra ao poder vota mudo? lindo. Isto é tudo lindo. Qual fadinho qual quê... Para quando o fado do 300 mil e quatro?... se assim é.